sexta-feira, 27 de março de 2015

MINHA ALMA


Não tenho
minha alma comigo,
ela. vagueia por aí.

Parece até
não fazer sentido,
uma alma,
é como um amigo,
não deveria,
partir assim.

Mas, minha alma
é livre, tão livre
como eu sou.

Alma minha,
para onde fores,
lembra-te,
das nossas flores,
do canto
dos nossos pássaros,
da nossa Lua, Sol,
Estrelas,
lembra-te,
que foi a vida,
e não a morte ainda,
que nos afastou.


António Portela



3 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado minha amiga Maria. Um resto de linda noite para si e para o seu esposo. Gostei muito de vocês.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir